Mulheres e Homens devem ir às compras juntos?

Mulheres e Homens devem ir às compras juntos?

Os sexos são opostos e a forma como encaram as compras também. Vê neste artigo como os homens e mulheres se comportam no momento de fazer as compras.


Costuma-se dizer que os homens compram e as mulheres vão às compras. Será que se consegue tirar proveito das duas realidades em simultâneo? É o que vamos analisar.

De uma forma geral, os homens são mais objetivos. Não gostam de fazer compras e quanto mais rápido entrarem e saírem do shopping ou supermercado melhor. Gostam de entrar, pegar no que precisam, pagar e sair.

As mulheres adoram percorrer lojas e corredores. São mais organizadas, comparam artigos e preços, mas fazem muitas compras por impulso.

Curiosamente, o homem, por ser mais objetivo, gosta de ter uma lista de compras para ir direto aos artigos, mas não a faz. A mulher, organizada, prepara a lista para saber o que é preciso, mas não a cumpre.

A mulher fascina-se pelos rótulos coloridos e cartazes promocionais vistosos. O homem desconfia sempre das promoções.

Ambos são fieis aos seus produtos e artigos de uso pessoal. Não gostam de mudar de marca e são indiferentes ao facto de os produtos de outras marcas serem mais baratos. “Só me dou bem com isto” ou “Só esta marca é que assenta bem”, são as frases mais comuns quando são confrontados com os preços dos artigos em causa.

O homem odeia espaços com muitas pessoas e filas de espera. Fica stressado, compra sem olhar aos preços e só quer sair o mais rápido possível do espaço comercial, mesmo que isso signifique não comprar tudo o que precisa.

A mulher é mais tolerante à confusão e o seu sentido de responsabilidade impede-a de chegar a casa sem tudo o que é necessário. Com pressa ou sob stress, compra tudo o que precisa… e o que não precisa. Compra porque “estava barato” ou “na dúvida levo mais um ou dois”.

O homem fascina-se por produtos tecnológicos, ferramentas, artigos automóveis,… A mulher adora vestuário e produtos de beleza.

Quando a palavra de ordem é poupar, ambos são exigentes com os preços e artigos a comprar… do outro.

Por experiência, julgo que as virtudes da mulher corrigem os defeitos do homem, e vice-versa. A combinação dos dois perfis de consumo pode, de facto, ser explosiva e dar origem a gastos exagerados e até a algumas discussões entre um casal. No entanto, a consciência, de ambos, das suas divergências e principalmente dos seus defeitos, pode ajudar a que o momento das compras possa ser efetuado em conjunto, de forma agradável e com alguma poupança para o orçamento familiar.




Deixar uma resposta